Arquivos de Tags: smart company

Sobre smart companies, smart bosses e funcionários rebeldes

Se você não trabalha numa smart company, nem para um smart boss, você está no lugar errado, trabalhando com a pessoa errada. E se a sua empresa não é uma smart company e se você não é um smart boss, você está fadado ao fracasso como empreendedor e como líder.

Se você não trabalha numa smart company, nem para um smart boss, você está no lugar errado, trabalhando com a pessoa errada. E se a sua empresa não é uma smart company e se você não é um smart boss, você está fadado ao fracasso como empreendedor e como líder.

Ninguém tem mais capacidade de aprender do que uma criança. Ninguém tem melhor estratégia de crescimento do que um bebê. Basicamente, porque na infância temos mais dúvidas do que certezas, mais curiosidades do que verdades estabelecidas, mais vontade de aprender do que a pretensão de saber tudo. Nos verdes anos somos esponjas que sugam o máximo conhecimento possível. Se não o fizermos, morremos. Somos tábula rasa – e não livro impresso, publicado, finalizado, imobilizado. Ou seja: nascemos espertos – exatamente ao percebermos que não sabemos nada. E aí, na medida em que vamos aprendendo alguma coisa, vamos nos tornando burros – esquecemos da nossa ignorância fundante, esquecemos como se aprende, esquecemos como é bom aprender. Vamos nos tornando arrogantes. E acabamos com a pior combinação possível – desconhecimento e soberba.

Smart company é uma companhia que mantém viva sua capacidade de aprender. Que se move rápido porque está aberta ao novo, a rever seus paradigmas, a aprender novos conceitos. Assim são as fast companies. Assim são as learning organizations. Assim são as empresas líquidas – que têm grande capacidade de se adequar às mudanças cada vez mais frequentes e bruscas no ambiente de negócios. Assim são as empresas que sabem que nada mais é perene, que a única certeza que podemos ter é que tudo continuará em constante transformação e que, portanto, as relações que estabelecemos com clientes, consumidores, parceiros, fornecedores são sempre relações efêmeras – que têm começo, meio e fim e que duram apenas o tempo que têm que durar.

Smart boss é o cara que está aberto às boas ideias e aos grandes talentos, venham eles de onde vierem, estejam eles onde estiverem. Um chefe assim não se omite, não se exime das suas responsabilidades de líder – mas que sabe ouvir. Quem trabalha com um smart boss aprende muito – mas o smart boss também aprende pacas com quem trabalham com ele. Ele dá a última palavra – mas só depois de ouvir todas as palavras que desejarem ser ditas, e de ponderar sobre elas.

Se você não trabalha numa smart company, nem para um smart boss, você está no lugar errado, trabalhando com a pessoa errada. E se a sua empresa não é uma smart company e se você não é um smart boss, você está fadado ao fracasso como empreendedor e como líder. Porque você perderá os melhores talentos. E, com eles, as melhores ideias. E essa é verdadeira competição – atrair e reter os melhores cérebros e as melhores mãos para inovar, para inventar o que ainda não existe, para fazer brotar o futuro no seio do presente. Continue lendo »